NOS CINEMAS

Homem-Aranha: De Volta ao Lar

EM EXIBIÇÃO NOS CINEMAS
NOS CINEMAS

Homem-Aranha: De Volta ao Lar

EM EXIBIÇÃO NOS CINEMAS

Tom Holland é capa do mês de julho da revista Cineplex

A terceira vez, pelo menos, deve ser encantadora.

Isso porque Tom Holland está interpretando o cabeça de teia e o amigão da vizinhança em Homem-Aranha: De Volta ao Lar. Exuberante e superficial, o ator britânico de 21 anos é a terceira pessoa a dar vida ao super-herói mais popular da Marvel nos cinemas. E se aquele adolescente próximo de exagerado e sarcástico chamado Peter Parker que foi introduzido em Capitão América: Guerra Civil for mantida, teremos uma versão muito diferente do que aquelas interpretações angustiantes de Tobey Maguire e Andew Garfield.

Eu tentei trazer um personagem leve, então, em todas as oportunidades que eu tive, tentei fazer piadas e ser o cara inteligente“, disse Holland por telefone para a revista Cineplex. O ator derrubou outros nomes como Asa Butterfield e Nat Wollf para o papel do personagem. “Eu não fiz uma decisão tão distinta através do que eu havia feito na audição, pois em seguida, eu gravei Guerra Civil, e senti que a Marvel e eu realmente tínhamos descobrido a direção que queríamos levar o Peter Parker e Homem-Aranha. Então, quando começamos a gravar ‘De Volta ao Lar’ estávamos todos muito preparados para continuar aquilo que já havíamos começado“.

Dirigido pelo cineasta indie, Jon Watts, ‘Homem-Aranha: De Volta ao Lar’ agora tem um Peter Parker de 15 anos de idade, de volta ao seu lar, no Queens (Nova York) e ensino médio. Com uma pegada das comédias adolescente de 1980 de John Hughes e personagens do Universo Marvel como Homem de Ferro/Tony Stark, que será como um guia/tutor para Peter Parker nesse departamento de super-heróis, enquanto a vilania está nas mãos de Michael Keaton, como Abutre, e Bockem Woodbine como Shocker.

Foi uma verdadeira viagem“, disse Holland sobre trabalhar com artistas tão famosos, que inclui a vencedora do Oscar, Marisa Tomei, como tia May. “Sempre fui um grande fã do Robert e seus filmes, então o fato de estar em um deles me impressiona. Ele realmente era o tipo de mentor no set porque ele é meu padrinho do Universo Marvel. Se eu já tivesse uma pergunta que ninguém por perto pudesse responder, ele seria a pessoa a quem eu recorreria. Uma coisa incrível sobre o Robert é que ele está sempre lá, pronto para atender o telefone e te ajudar“.

Já sobre Keaton, que no passado interpretou o Batman, há quase três décadas, Tom disse: “Não poderíamos ter tido mais sorte, sabe? Realmente precisávamos de um grande ator para interpretar o Abutre. Michael é um ator incrível que traz muita energia e vida para o personagem. Eu acho que ele realmente estava muito conectado a isso, porque tem um lado diferente de um vilão que nunca vimos antes. Sabe, a maioria dos vilões são psicopatas ou cientistas multimilionários ou deuses e monstros; Adrian Toomes é apenas um cara normal que não está feliz com o que está acontecendo no mundo e ele resolve fazer as coisas por si mesmo. É um lado muito interessante para um vilão“.

A variedade de amigos adolescente do Peter pode ser o fator crucial para o sucesso de ‘De Volta ao Lar’, que incluem: Michelle, interpretada por Zendaya, que quando anunciada foi muito criticada por boatos de que seria o interesse amoroso de Peter.

Michelle é apenas, tipo, uma pequena peça da parte do grupo de amigos do Peter“, explicou Tom. “Ela é definitivamente muito estranha e peculiar, ela é incrível e inteligente e uma leitora ambiciosa. É o tipo de pessoa perfeita para o grupo de amizades do Peter. Ele tem Ned, que é engraçado e bem feliz; Flash que é o cara que faz bullying e Michelle, a garota do fundo que não gosta muito das pessoas, só que ninguém sabe muito disso. Zendaya trouxe uma energia fantástica para essa personagem, algo que ninguém nunca viu antes. Foi muito importante para a Marvel trazer o Peter para um tempo mais apropriado para a idade que ele tem.” completou Tom.

O ator reconhece que nos quadrinhos originais de Stan Lee, as histórias costumavam girar mais em torno de traumas causados pelo ensino médio. “É bem reconfortante para as crianças saberem que tem um super-herói que passa pelos mesmos problemas que elas“.

Tom Holland também aparecerá em Vingadores: Guerra Infinita, que estreia em Maio de 2018, mas antes disso, você pode ver o ator no drama medieval Pilgrimage e The Current War. Tom também esteve no teatro anos atrás, na peça chamada Billy Elliot, e agora é inevitável que ele se tornou um artista – seu pai, Dominic, é um comediante bem conhecido no Reino Unido. Mas sobre isso…

Absolutamente não“, insistiu. “Foi muito por acaso, gostava muito de dançar quando criança e fui avisado de uma audição para Billy Elliot. Meus pais me enviaram para fazer com um pouco de rejeição, sabe, porque eles não achavam que eu iria conseguir, mas tive a sorte de passar no teste. Então, eu fiquei bastante atormentado, nunca foi algo que eu procurei“.

A ginastica e dança que Tom fez para Billy Elliot também ajudou o ator a conseguir o papel do Spidey. Ele fez acrobacias em suas audições para Marvel. Ainda assim, pouco poderia prepará-lo para as exigências físicas de interpretar um super-herói. “Definitivamente, foi um grande desafio“, admitiu Tom antes de completar a parte positiva, “mas se não fosse difícil, provavelmente sentiria que não estava fazendo meu trabalho corretamente. Tivemos algumas ocasiões quando eu estava nos fios de suporte, por mais que eu quisesse não estar, mas sempre fui muito bem cuidado. Tivemos alguns acidentes aqui e ali, mas apenas coisas pequenas. Na maioria das vezes a culpa era minha e não da equipe de dublês. Mas nos divertimos muito“.

 

REVISTAS E JORNAIS • SCANS > 2017 > CINEPLEX MAGAZINE – JULHO

THBR_28129~8.jpg
THBR_28229~6.jpg
THBR_28329~7.jpg

THBR_28429~5.jpg

 

Fonte: Cineplex | Tradução & Adaptação: THBR

DEIXE SEU COMENTÁRIO