Pânico, desespero, luta, dor e esperança nessa excepcional história baseada em fatos reais, do tsunami que devastou uma cidade na Asia em dezembro de 2004. A produção espanhola do diretor Juan Antonio Bayona com roteiro de Sergio Sánchez, reúne atores como Naomi Watts, Ewan McGregor e Tom Holland, e coloca o público no centro dessa desastrosa tragédia da família que ao passar o feriado de Natal na Tailândia foram apanhados pelo tsunami que matou 230 mil pessoas.

A família espanhola foi transformada em britânicos, sendo eles: Maria (Naomi Watts) e Henry (McGregor) e seus três filhos, Lucas (Tom Holland), Thomas (Samuel Joslin) e Simon (Oaklee Prendergast). Eles são um pouco estressados e isso se evidência logo nas primeiras cenas onde todos estão no avião. Henry não larga a mão do seu smartphone, checando e-mails do trabalho onde a família deveria estar curtindo a piscina de onde estavam hospedados. Maria estava lendo um romance e seus três filhos brincavam na piscina, e, sobre música orquestral e um tom sobrenatural e premonição da tragédia vemos uma sequência onde podemos acompanhar o resort da praia se partir, gritos e choros de crianças e o desespero de cada pessoa que ali estava.

O Impossível trouxe a simples agonia e o terror de uma família ao serem separados, a dor e um vazio que é pior que danos físicos. Sobre a devastação, Henry e Lucas se encontram diversas vezes, em diferentes locais daquele lugar pós-tsunami. Telefonemas e desconhecidos, agora amigos, se perguntam se seus entes queridos estão mortos ou prestes a serem; a dúvida em cada um deles é se irão sobreviver e isso foi muito bem retratado por McGregor, antes, um personagem aparentemente chato, mas agora, após avisar o pai de sua esposa de que não sabia de seu paradeiro, mais confiante em achar sua esposa e seu filho, Lucas.



Maria sofre em um hospital com um grave ferimento em sua perna e Lucas, em uma atuação brilhante do ator Tom Holland, observa ansiosamente sua mãe, esperando por qualquer notícia que pudesse melhorar seu trágico dia. Após alguns acontecimentos, o medo de perder sua mãe o faz percorrer todo o hospital com um missão: reunir os familiares de todo aquele pessoal estranho, que está perdido no hospital. Sua atitude altruísta é bravamente recompensada com um emocionante encontro entre seus dois irmãos caçulas e seu pai, Henry.

Assistimos pelos olhos dos personagens uma tragédia, vimos o impossível acontecer. Com grandes cenas, atuações incríveis e roteiro digno de Oscar. Um filme simples e ao mesmo tempo complexo, sem julgamentos e com a simples ideia de sobrevivência ser uma das coisas mais dolorosas. Uma temporada de férias, se tornou uma história de força e de coesão entre uma família.